Sei que vocês já devem estar cansados de ver tantas e tantas resenhas sobre esta obra literária que, com toda a certeza, me surpreendeu de todas as formas possíveis.  Nunca em minha vida pensei que a sua história fosse me fascinar e, mais ainda, abalar minha estrutura psicológica, pois é, da forma como me fez sentir. Precisava desabafar e expor minhas opiniões acerca deste livro que, sem dúvidas, vocês já devem ter lido ou ouvido falar sobre ele.


O LIVRO
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
Resenha 
Inusitadamente perfeito, maravilhoso. Inesperadamente fantástico, emocionante... Não tenho mais palavras para descrevê-lo. Nossa, este livro me ganhou de uma forma que vocês, e eu, para ser sincera, não fazem ideia... Até hoje ainda me pergunto do por quê eu ter demorando tanto para conhecer a sua trama que me cativou e me deixou chorando por dias após a sua conclusão, recordando a dor no peito que me envolveu vivenciando-o.

Quando me indicaram o livro, o motivo de eu ter o largado foi por causa da sinopse e, principalmente, da capa. Não aprovei muito, acreditando que sua história não iria me agradar. Entretanto, com muita insistência da pessoa que me sugeriu e também por ver bastante comentários positivos sobre ele, comecei a lê-lo e depois me encontrei numa fase de não querer larga-lo nunca mais.

A trama não é só contada pelo ponto de vista da personagem principal, mas ela intercala com alguns personagens secundários que são importantes para a construção da história e irá contar sobre a vida de Louisa Clark e Will Traynor. Com o seu jeito divertida, atrapalhada, alegre e simples, sem muitas ambições na vida, Lou é contratada, por um período de 6 meses, para cuidar de um jovem de 35 anos, com feições perspicazes, ignorantes e mal humorado, que viu sua vida mudar por completo após um acidente de moto que o deixou tetraplégico. 

"- E sabe o quê? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado com a possibilidade de morrer por causa de uma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. ninguém quer saber que às vezes fico tão claustrofóbico estando nessa cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim."

Com o passar do tempo, Lou e Will se vão se conhecendo e acabam criando afeto um com o outro. Para fazer com que Will enxergue que ainda há esperanças para uma vida digna de felicidade, e, mesmo a vontade dele, Lou elabora planos de aventuras fazendo com que os dois vivenciem momentos emocionantes, alegres, tristes e, em alguns casos, engraçados, mudando suas vidas completamente.

"-Acho que podemos fazer de tudo. Sei que essa não é uma história de amor como outra qualquer. Sei que há motivos para eu nem dizer isso. Mas eu amo você. De verdade."

Com uma escrita constituída de forma fluída, abordando temas delicados de uma maneira sensível e de fácil compreensão, o livro fala de uma forma maravilhosamente sobre esperança, morte, amor, amizade, garantindo lições para os leitores e fazendo com que reflitam muito sobre eles, assim como me fez refletir, principalmente no que diz respeito as decisões tomadas por alguns dos seus personagens, me fazendo entender seu ponto de vista e alguns outros aspectos descritos no enredo...

"Dizem que só é possível se admirar um jardim depois de certa idade, e acho que existe alguma verdade nisso. Provavelmente tem algo a ver com o grande ciclo da vida. Parece que há algo de miraculoso em ver o inexorável otimismo de um novo broto após a desolação do inverno, uma espécie de alegria na diversidade a cada ano, a forma como a natureza escolhe mostrar diferentes partes do jardim. Houve momentos — quando meu casamento ficou mais populoso do que eu tinha imaginado — em que o jardim foi meu refúgio, momentos em que foi uma alegria"

Como eu era antes de você é outro livro que indico todos a lerem. Tendo um enredo sensacional e um final inesperado, este livro me fez chorar e rir nostalgicamente, ganhando um lugarzinho especial no meu coração.

Continuação

Gente, na época eu não conseguia acreditar quando fiquei sabendo sobre a possível continuação de Como eu era antes de você. Segundo a autora, ela resolveu escrever a sequência devido a várias perguntas de seus fãs para saberem como a Lou conseguiu seguir com a vida depois do término do livro. Depois que foi confirmado a notícia, eu fiquei eufórica e realmente grata a Jojo por estar nos presenteando com mais um livro seu, ainda mais por saber que é a continuação de uma obra literária mais bem lido e comentado que eu já vi. O livro nomeado como Depois de Você, vai ser lançado no dia 15 de fevereiro de 2016 pela editora Intrínseca, a mesma que divulgou Como Eu Era Antes de Você.


Sinopse: Quando uma história termina, outra tem que começar. Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes. Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.


Filme

Pois é, mais uma notícia boa... Para quem ainda não sabe, o livro ganhou adaptação para virar filme. Com o lançamento previsto para junho de 2016, os personagens de Lou e Will vão ser interpretados pela atriz Emilia Clarke, de Game of Thrones e pelo ator  Sam Claflin, de Jogos vorazes.

Imagens do filme:

 
 como eu era antes de você 3

Já estou preparando os lencinho para a chegada de 2016 com os lançamentos do livro e do filme, que com toda certeza vai me marcar bastante como fez "Como eu era antes de você"..!

Beijokas,
Jessica 


Deixe um comentário